Blog Leia, comente e compartilhe os conteúdos produzidos por mim e por meus convidados

A verdade sobre você

Você é brincalhão com os amigos e sério em casa? Você trata bem suas amigas e é dura com seu marido? Você é melhor no trabalho do que na rua? Então estamos falando em levar você para o PROCON e denunciar a “embalagem falsa”.

Uma imagem criada, com frequência, está atrelada ao fato de que você obtém alguma recompensa com ela. Seja numa festa, na paquera, no emprego, em um restaurante ou em qualquer outro lugar, você é recompensado pela imagem que passa. O que apresentamos para o mundo exterior não necessariamente coincide com a realidade que está no nosso íntimo e esta escolha não é feita ao acaso.


O filósofo Ricoeur afirma que a identidade contida no ser, independentemente do exterior, subsiste, ainda que o tempo passe. Por outro lado, para ser quem você é, nada impede o surgimento de outras identidades. Além da narrativa de si próprio, as pessoas também narram você pelos rastros que deixa por onde passa. Assim, as descrições que você faz de si mesmo e as feitas por outra pessoa, tornam-se parte da sua identidade.

Pensando nisso, cabem algumas reflexões: será que manipulamos os outros, criando uma imagem para nos apresentar ao mundo? Será que nos ocultamos atrás de uma imagem? Até que ponto representamos ou até que ponto nos expomos ingenuamente?Quem sou eu visto por mim e quem sou eu visto pelo outro?

Vale a pena pensar em você, nas suas formas de existir. Pensar sobre você ou sobre suas ações torna-o um leitor do “si-mesmo”. Quer saber mais? Busque caminhos mais harmoniosos entre você e o mundo, porque assim você terá menos culpa, mais harmonia e será mais feliz.

Conte para mim de que forma você age no seu dia a dia.


Voltar

Conecte-se conosco nas mídias sociais