Blog Leia, comente e compartilhe os conteúdos produzidos por mim e por meus convidados

A surpreendente verdade que nunca contaram sobre você


O mundo está de olho em você! O mundo observa como você vende a sua imagem para ele. Em um primeiro momento, você será lido(a) pelo mundo a partir do seu “todo”, como uma unidade expressa ao primeiro olhar. Que impressão você passa? Como se veste? Com quem você anda? Tudo isso contribui para a soma de uma “leitura” sobre você.

Vou explicar melhor o que quero dizer abaixo, acompanhe comigo.

Se você entrar na festa gritando, acenando, jogando beijos e chamando atenção, a soma de tudo isso pode ser lida como: “Que pavão!”. Se você se veste cheio(a) de penduricalhos, com várias sobreposições, não tenha dúvidas que a junção de tudo isso pode ser sentenciada: “Olha uma árvore de Natal!”. Primeiro, vemos o todo. Só depois, vemos a parte.


Num primeiro instante, a leitura será assim: “Olha que gatinha!”, “Que gato!”, “Uhm, eu pegava!”. Passado um tempo, os detalhes aparecem: “Não tinha reparado que o nariz dele é grande”, “Não sabia que a cor daqueles olhos era lente de contato”.

Nesse sentido, a Psicologia da Gestalt sugere que a nossa percepção é resultado de uma sensação global. As partes, portanto, são inseparáveis do todo e passam a ser outra coisa quando estão fora desse todo.

Simplificando: só quando separados para estudo cauteloso, uma orelha é só uma orelha ou um rabo é só um rabo.

Os fatos psicológicos podem ser considerados como unidades organizadas em determinados padrões ou formas (Gestalt). Cientistas agregam aos aspectos da percepção, os princípios da arquitetura, do design de interiores, do marketing e das ferramentas de publicidade que impactam a nossa percepção. Vitrines de lojas podem seguir esses princípios, propagandas de televisão e nós podemos utilizar dos benefícios desse conhecimento para dar uma boa impressão.

Se você está com pessoas alcoolizadas em uma mesa, você será visto, num primeiro momento, como parte do grupo, ainda que esteja totalmente sóbrio. Gastará algum tempo de observação, para que você seja distinguido, com um comportamento diferenciado. Estar no grupo não lhe faz alcoolizado, mas os observadores organizam essa percepção de forma espontânea e não arbitrária.                                                        

A força interna de organização, por quem percebe, busca princípios de segregação e unificação. No princípio da proximidade, elementos óticos, próximos uns aos outros, tender a ser vistos juntos, ou seja, a constituírem uma unidade.

Não se proíba de estar aqui ou ali, fazer isso ou aquilo. Esteja consciente que você é, além de um universo muito rico, uma imagem aos olhos do mundo. Você é um todo, antes de ser uma parte.

Faça escolhas que, ao ser lido, não lhe deixem impactado (a) / afetado (a) pelo olhar do mundo. Só faça isso quando um propósito, como pintar o cabelo de verde, tatuar todo o corpo ou qualquer outra escolha, denunciar um estilo menos transitório. Se não houver uma razão bem fundamentada para chamar atenção de forma adequada, a melhor possibilidade é colocar uma melancia na cabeça. Seja qual for a sua escolha, faça com que tudo isso tenha um sentido.

Conte-me como você faz as suas escolhas na vida.


Voltar

Conecte-se conosco nas mídias sociais